segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Meu, À Deus!














Olhei para a Natureza e disse em meu dizer:
Deixe a saudade torturar,
Mais não apagar,
A lembrança de o meu escorregar,
Que me fez cair
E aprender a viver,
Hoje posso caminhar,
Entre a floresta descansar,
Hoje sou a causa
De o meu eterno viver,
Fui me buscar
Mais estava perdido
Não me encontrei em lugar nenhum
A não ser dentro de mim,
Aprendi e ensinei assim à minha tribo:
Fortaleça-te,
Seja tua causa,
Ame como o despedir dos mortos
Quando nos abandonam,
Sejam humildes
Como a própria natureza,
Que te tão grande beleza
Não se fez cair sobre o homem
E permaneceu em seu viver,
Regou- suas plantações
E fez crescer seus campos ,
E deu o comer,
A você e seus descendentes,
Deram-lhe a beleza sinfônica,
Do esplendor que reflete
Do rosto de Deus
Em nossa tragédia.


Por Manfrá

2 comentários:

  1. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos perídos mais
    marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso? (sinopse do meu blog)
    Acessa o meu blog?
    "Blog de uma adolescente"

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

    Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
    Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
    Atenciosamente Tainã Almeida.

    ResponderExcluir
  2. Mto bom, estou seguindo seu blog

    ResponderExcluir