sexta-feira, 23 de março de 2012

Reino da cobiça



Quando se pensa que está fugindo
só está de verdade longe de você mesmo
Tentando de todo o jeito encontrar abrigo
para esquecer aquilo que você vê
Porque nem sempre todos veem aquilo que você vê
nem julgam pelo seu mesmo critério 
As vezes estamos tão desligados da verdade
que inventamos nossa própria realidade
Nem tudo o que você diz é sincero
nem tudo o que você faz é mentira
Há um pouco do açúcar na terra assim como o sal
Para dar sabor em nossas vidas
na existência de nossos verões e invernos
Porque na verdade nem tudo o que dizem ser vida, é vida
Ou que todo o limite deve ser ultrapassado
Você é capaz de tudo, mais nem tudo lhe é licito
Todos quando correrem para um lado, lembre-se:
Eles podem estar errados e você certo
Não é questão de fé, mais de sabedoria
Aprender com os erros para encontrar a felicidade
Caminhe com os tolos e se tornará tolo
caminhe com os sábios e se tornará sábio
Pense como os livres e se tornará livre
Veja, pois, como que o pior cego não é o que não vê
Mais o que não busca conhecimento para si mesmo
Pois a vida não traz a virtude, mais a virtude faz a vida
Enquanto o dinheiro é a recompensa dos maus
a liberdade é dos bons
Esquecem que a maior riqueza não é a material
mais a qual não se vê
Aquela que o verdadeiro louco busca
Humildade e paz no reino da cobiça

 Por Manfrá


2 comentários:

  1. oii amei o blog estou te siguindo me siga tbm beijao
    http://maddalice.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir